BLOG

Entenda o que é modelo AIDA

O modelo AIDA de marketing basicamente serve para dar aquele empurrãozinho em clientes indecisos e incentivá-los a avançar pelo seu funil de vendas. Nesse contexto, o modelo AIDA entra em cena como uma fórmula para validar suas ações e garantir um final feliz para os seus clientes. Dessa forma, pode ajudar a empresa em todos os pontos de contato com os consumidores, servindo como guia em cada etapa da jornada do comprador.

Também fornece insights poderosos sobre como se relacionar com seus potenciais clientes em cada uma das etapas, desde o primeiro contato até o fechamento da venda.

Antes de continuar, se você quer aumentar suas vendas e saber quais são as melhores estratégias para promover seu negócio online, clique aqui para receber o Guia Completo de Marketing Digital.

 

Quem criou o método AIDA?

O método AIDA foi criado por St. Elmo Lewis com o objetivo de chamar a atenção. Se você analisar o propósito da criação do método AIDA, não é nada de outro mundo. Método AIDA é a receita para o sucesso na qual o anúncio da época de Lewis deveria incluir uma imagem atrativa para chamar a atenção, uma chamada persuasiva para gerar interesse e um texto informativo para despertar o desejo. Isso porque, em um primeiro momento, a etapa da AÇÃO não havia sido criada. Se lá atrás, o principal enfoque eram os anúncios impressos, hoje em dia, o método pode ser utilizado também em propagandas televisivas ou no ambiente digital, com o marketing de conteúdo.

Além disso, a criação de Lewis passou por algumas adequações importantes ao longo do tempo, como os estudos mais detalhados sobre o público-alvo para a criação de personas, que representam fielmente os perfis de clientes. Nesse sentido, o modelo AIDA funciona muito bem, como um suporte ao entendimento do funcionamento do funil de vendas.

aida

4 etapas do modelo AIDA

Agora que já conhece o AIDA e está entusiasmado com o no marketing, vamos focar no que há de mais importante a saber sobre o modelo. 

1 – Atenção 

No modelo AIDA, a etapa da atenção corresponde ao momento no qual um consumidor descobre uma marca ou aquilo que ela oferece. Só que pode nem haver uma segunda se você não se esforçar para isso. Você precisa fazer o mesmo.

Uma estratégia valiosa para atrair a atenção do consumidor é o que chamamos de interrupção criativa. Isso pode ser feito de várias maneiras, desde o marketing boca a boca até um conteúdo intensamente personalizado e direcionado. 

2 – Interesse

Depois de conseguir a atenção do consumidor, o próximo passo é gerar interesse pelo que tem a oferecer a ele. Ele começa a cogitar a ideia de comprar, mas ainda precisa amadurecer isso melhor.

Você precisa manter esse potencial cliente envolvido com suas ações de marketing, de forma que o conduza de modo sutil em direção à tomada de decisão. É o momento de se concentrar nos pontos fortes do produto e que são mais relevantes para os problemas que o consumidor enfrenta. Se você ainda não definiu a buyer persona do negócio, não dá para esperar mais. Esse processo fornece elementos suficientes para escolher qual a melhor mensagem e qual o melhor canal para criar esse interesse.

 

3 – Desejo

O modelo AIDA leva isso em conta ao diferenciar o interesse do desejo. E a proposta desta terceira etapa é levar o consumidor a entender que ele gosta do produto diferente de querer. Em outras palavras, o desafio é despertar e estimular o desejo do consumidor pela solução. O lado positivo disso tudo é que interesse e desejo podem ser buscas simultâneas, que a sua estratégia visa ao mesmo tempo.

O estágio de desejo está no meio do funil de vendas, fase na qual um consumidor compara o produto com as ofertas de outros concorrentes. Aqui, seu trabalho deve ter como foco destacar o que o consumidor ganha ao escolher você e não outra marca ou empresa. Dessa forma, você agrega valor ao produto, desperta o desejo e induz esse cliente à compra. 

4 – Ação

O estágio da ação no AIDA está relacionado a transformar todo o desejo em resultados. O que importa é garantir a ação. Independente de qual seja, o potencial cliente já chega nesse estágio com a decisão quase tomada. Tudo isso pode servir para induzir o consumidor ao ato.

Por que a técnica AIDA é importante para o funil de vendas?

Hoje em dia, a relação entre o modelo AIDA e o funil de vendas parece óbvia, e de fato é, mas nem sempre foi assim. Afinal, é lógico entender que o funil de vendas funciona melhor quando há um método estabelecido para conduzir o consumidor em sua jornada.

Uma das grandes vantagens do modelo AIDA é a sua versatilidade. Ele pode ser usado em diferentes canais e, ainda assim, atingir ótimos resultados.

Ele oferece as diretrizes de como e quando se comunicar com o consumidor em cada uma das etapas da sua jornada de compras. A partir daí, planejar uma campanha de comunicação mais personalizada e direcionada fica bem mais fácil para a equipe de marketing.

Faça um consultoria gratuita sobre marketing para as redes sociais​

Clique no botão abaixo  e preencha os seus dados. Um dos  nossos especialistas te darão um consultoria sobre marketing gratuitamente.

    Assine nossa Newsletter

    Receba toda semana conteúdos sobre marketing